sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Posted by Mulheres na ciência on 10:54 No comments

A turca Elif Bilgin descobriu que os amidos e celulose presentes na camada exterior da banana, depois de passarem por um processo químico, forma uma material, um bioplástico, que pode ser usado em isoladores de cabos e próteses médicas. Esse bioplástico substituirá a necessidade do uso do petróleo e reduzirá a poluição. 

A jovem Elfie passou dois anos aperfeiçoando sua técnica de transformação das cascas da banana em bioplástico. Percebendo  que as cascas de manga eram usadas em outros lugares pela indústria do plástico, ela supôs que essas cascas também poderiam ser uma fonte de matéria-prima. Na Tailândia, ela notou, são diariamente descartadas 200 toneladas de casca de banana que podem ser destinados a um uso melhor do que enchendo montes de lixo. 

O trabalho de Elif lhe rendeu um prêmio de US$ 50.00 numa competição da Scientific American Science, bem como a honra de ser uma das finalistas na Google Science Fair.

Elif pretende investir o prêmio conquistado em sua própria educação e fazer faculdade de medicina, além de construir uma estufa feita completamente de resíduos.

Para mim, isto significa que o meu projeto tem, na verdade, potencial para ser uma solução para o problema crescente da poluição causada pelo plástico à base de petróleo. Também significa que eu iniciei um processo de mudança do mundo, o que me faz já sentir uma vencedora”, disse a jovem turca.

Fonte: Inhabitat


0 comentários:

Postar um comentário