terça-feira, 26 de março de 2013

Posted by Mulheres na ciência on 23:30 No comments


Nasceu em 1872 em Berlim, Alemanha. Primeira mulher a receber um doutorado de física em 1899, pela Universidade de Berlim.
Nascida dentro de uma família rica, com um pai banqueiro, Elsa foi a única dos sete irmãos, que recebeu uma educação superior. Naquela época, as mulheres não podiam seguir estudos universitários, pois não as admitiam como estudantes das universidades da Prússia. Depois de receber aulas particulares em sua casa, e decidida a estudar ciências, Elsa pode assistir em 1894, como estudante convidada de matemática, física, química e filosofia, com previa permissão de cada professor, das universidades de Gottigen e Berlim.

Inteligente e estudiosa, Elsa logrou com o apoio do professor e físico Max Planc (1858-1947) quem desde 1892 era diretor da cátedra de Física teórica. Com uma permissão especial do Ministério da Educação, m 1899 apresentou sua tese: “Sobre a capacidade de polarização de eletrodos reversíveis”, recebendo seu doutorado de física com honores, na universidade de Berlim. Elsa foi pioneira entre as mulheres cientistas da Alemanha.

Este acontecimento teve grande repercussão nos periódicos de Berlim e Elsa utilizou dessa popularidade para fundar em 1900, uma associação que concedia bolsas de estudo para as mulheres que quisessem estudar. Foi sua fundadora e primeira presidente, até 1902; Seus membros eram vários professores de Berlim e grande parte da primeira geração de mulheres estudantes de ciências.

Elsa se mudou para Gran Bretanha onde trabalhou como cientista no Laboratório Cavendish em Cambridge; De volta a Berlim foi uma cientista do laboratório químico privado de Arthur Rosenheim e Richard Meyer. Se converteu em uma estudiosa e foi pioneira na investigação da nova aeronave da Alemanha: em 1902 formou parte da tripulação do dirigível Zeppelin, junto com seu cirador Ferdinand Zeppellin  e outros cientistas. Foi o primeiro artefado coador capaz de ser controlado em um vôo largo.

Um mês depois, em julho de 1902, Elsa Neumann morreu devido um acidente no laboratório em que trabalhava, tinha 29 anos de idade. Em 1904 sua mãe estabeleceu o Premio da Faculdade de Filosofia da Universidade de Berlim, em memória da primeira mulher cientista, que se ortogaria para a melhor  tese de matemática ou física do ano, independentemente do sexo ou religião do autor. Devido a Primeira Guerra Mundial, o premio não voltou a ser ortogado.
Em 1999 a Universidade de Berlim deu uma conferencia em homenagem a Elsa Neumann.

Traduzido do Mujeres que Hacen la Historia

Categories:

0 comentários:

Postar um comentário