domingo, 24 de março de 2013

Posted by Mulheres na ciência on 21:30 No comments


Laura María Catarina Bassi nasceu em 1711, na Bolonha, Itália. Ilustre filósofa e cientista italiana.

Dotada de uma inteligência precoce, recebeu educação em sua casa, sob a guia de seu primo e médico da família Gaetano Tacconi: estudou matemática, metafísica, lógica, história natural e línguas (grego, latim, francês). Sua ânsia por conhecimento fez com que se dedicasse a atividade intelectual. Laura, com 21 anos, no ano de 1732, na Sala do Palácio Público da Bolonha, realizou um debate com alguns dos doutores mais prestigiosos da época, sobre filosofia e física. Foi aclamada com total êxito e um mês depois recebeu um Doutorado em Filosofia pela Universidade de Bolonha. Obteve um posto de professora em filosofia pela universidade, cargo que ocupou desde 1732 a 1778; foi aceita como membro da Academia de Ciências da Bolonha.

No século XVII surgiu o movimento intelectual conhecido como iluminismo: se desenvolveram as artes humanas e as ciências européias, reafirmava-se o poder da razão humana. Porém, se seguia limitando as mulheres e as impediam de avançar. Laura, apesar de ter sido admitida como professora de filosofia, não podia aceder na hierarquia acadêmica, simplesmente porque era mulher e até impediam Laura de dar conferências públicas. Em 1738 Laura se casou com Giuseppe Veratti doutor em medicina e professor de filosofia natural, com quem teve oito filhos e quem a apoio em suas investigações cientificas.

Inteligente, valente e decidida, desde 1742, ensinou em sua casa, junto com seu marido, turmas de física experimental, difundindo as teorias do cientista Newton. Uns anos depois, em 1749 instalou um laboratório no qual se reuniam cientistas de renome. Dificuldades, obstáculos, criticas, tudo isso Laura suportou com integridade, porém não impediu que continuasse com suas investigações e com o anseio de enriquecer seus conhecimentos.

Ela publicou quase 30 artigos científicos sobre química, física, hidráulica, matemática e mecânica.  Embora tenha sido considera uma mulher de grande inteligência, somente em 1776, dois anos antes de sua morte, obteve a cátedra de física experimental na universidade da Bolonha.

Laura Bassi faleceu em 1778, e ao longo da sua vida, contribuiu para o desenvolvimento cultural e intelectual de sua época.

Traduzido do Mujeres que Hacen la Historia

Categories: , ,

0 comentários:

Postar um comentário